Inicio
Estudos
Estudos Trata Brasil
Benefícios Econômicos da Expansão do Saneamento em SP

Benefícios Econômicos da Expansão do Saneamento em SP

Após lançar o estudo sobre os Benefícios Econômicos e Sociais da Expansão do Saneamento no Brasil, o Instituto Trata Brasil, em parceria com a Ex Ante Consultoria Econômica, publica o diagnóstico “Benefícios Econômicos e Sociais da Expansão do Saneamento em São Paulo”. Ele quantifica os ganhos do saneamento básico nas áreas da saúde pública, turismo, valorização imobiliária, produtividade do trabalhado, entre outras.

Diante de um país desigual em saneamento básico, o Estado de São Paulo em 10 anos (2005 a 2015) agregou mais 7,7 milhões de cidadãos ao serviço de abastecimento de água, saindo de 92,6% para 95,6% da população com acesso ao sistema. Em relação à coleta dos esgotos, foram mais 9,6 milhões de pessoas incorporados ao sistema, saindo de 78,7% e indo para 88,4% da população. Os números de São Paulo são superiores à média nacional, segundo o Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS – ano base 2015). O país ainda tinha 34 milhões de brasileiros sem acesso à água, e quase 100 milhões sem coleta dos esgotos e somente 42% dos esgotos tratados.

No press release ao lado é possível conferir os principais dados do relatório e como a expansão do saneamento básico, ou seja, o acesso universal à água e coleta e tratamento dos esgotos, garante recursos sociais e econômicos à população do Estado de São Paulo.

Detalhes do Estudo

Copyright 2013 - Instituto Trata Brasil - Todos os direitos reservados.