Inicio
Eventos
Casos de sucesso em saneamento e perdas de água são temas di...

Casos de sucesso em saneamento e perdas de água são temas discutidos no auditório da FGV em São Paulo

Promovido pelo Instituto Trata Brasil, em parceria com a Itron, a Subcomissão Permanente de Saneamento Ambiental da Câmara dos Deputados (SANEAR), o Grupo de Economia da Infraestrutura & Soluções Ambientais da FGV, e o apoio da Sabesp, o evento “Casos de Sucesso em Saneamento Básico + Perdas de Água 2016”, que aconteceu dia 22 de setembro, no auditório da FGV-Itaú, em São Paulo, discutiu sobre os principais casos de sucesso em saneamento básico de algumas cidades brasileiras como também o panorama sobre perdas de água e suas consequências.

Édison Carlos, presidente do Trata Brasil realizou a abertura do evento e deu início ao primeiro painel, das autoridades do setor de saneamento, como a presença do Secretário Nacional de Saneamento Ambiental, Alceu Segamarchi Jr; Deputado João Paulo Papa (Subcomissão permanente de saneamento ambiental - SANEAR); a secretária adjunta Secretaria Saneamento e Recursos Hídricos do Estado de São Paulo, Mônica Porto; Dr. Gesner Oliveira, do Grupo de Economia da Infraestrutura e Soluções Ambientais da FGV; e Jerson Kelman, Presidente da SABESP.

O segundo painel focou no avanço conjunto via consórcios intermunicipais/comitê de bacia, com a presença da Agência das Bacias PCJ, representada pelo diretor presidente, Sérgio Razzera, e os representantes da ARIS (Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento), de Santa Catarina, João Girardi (presidente e prefeito de Concórdia/SC) e Adir Faccio (diretor geral), com mediação do especialista em saneamento básico, Alceu Galvão, que questionou como as duas entidades conseguem engajar os diversos prefeitos nas discussões de regulação e tarifa, principalmente.

Logo em seguida foi a vez do Deputado João Paulo Papa mediar o painel  “Destaque em Indicadores de Saneamento” que enalteceu as cidades com os melhores números em água e esgotos, com a presença do prefeito Carlos José de Almeida, de São José dos Campos; Guilherme Menezes, de Vitória da Conquista; e Antônio Carlos Xavier, secretário municipal de Meio Ambiente de Contagem/MG. Durante a conversa, os gestores públicos foram interpelados sobre a conduta das políticas de saneamento em seus municípios e como fazer para que a população saiba reconhecer os esforços das prefeituras quando o saneamento básico é uma das prioridades de governo.

Encerrando os debates pela manhã, com a mediação do presidente-executivo do Trata Brasil, Édison Carlos, o quarto painel ressaltou as parcerias entre empresas públicas e privadas, e contou com a participação de Paula Medina, representando a AEGEA; Ricado Barreto da Compesa (Companhia Pernambucana de Saneamento); e Luiz Pannuti, diretor da Companhia de Saneamento de Jundiaí (CSJ). O debate rendeu boas respostas dos convidados, justamente num período em que se discute à nível federal a participação da iniciativa privada no setor de saneamento básico. Além disso, houve uma maior interação do público e dos internautas em procurar entender porque o setor privado, até mesmo no saneamento, sofre resistência dos políticos e de uma boa parte da população.

No período da tarde, ao iniciar os trabalhos, o vice-presidente de vendas da Itron, Samuel Lee, congratulou as mais de 150 pessoas presentes no auditório, e introduziu o painel seguinte, da Rede Brasileira do Pacto Global, que promoveu o lançamento da cartilha aos prefeitos do Movimento pela Redução das Perdas de Água. Minutos depois, o palestrante Kenneth A. Thompson, americano de Denver, representando a empresa CH2 M Hill, falou por uma hora com o público sobre os desafios da redução de perdas de água no mundo, mostrando casos reais de sucessos em que ele e sua equipe trabalharam, tanto na Austrália, como em Porto Rico e Ilhas Marianas. Por fim, sob a mediação novamente de Alceu Galvão, os cases de sucessos de agências e municípios foram discutidos, desta vez com a presença de Adriano Costa, presidente do Conselho Diretor da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Ceará (ARCE); Antônio Elisandro do DMAE de Porto Alegre; e Dalto Favero Brocchi da Ares-PCJ, que discorreram sobre os desafios e sucessos que suas entidades tiveram para estabelecer um trabalho no controle das perdas de água, envolvendo a população e o poder público diretamente.

Ao encerrar o evento, Édison Carlos e o Deputado João Paulo Papa reafirmaram o compromisso da entidade e do Congresso, especialmente por meio da SANEAR, em continuar dando mais visibilidade para os bons casos de saneamento básico e perdas de água, assim como buscando incentivar os municípios que ainda têm o que fazer.

O evento foi transmitido online e a gravação poe ser vista aqui:

Veja Também

Copyright 2013 - Instituto Trata Brasil - Todos os direitos reservados.