Inicio
Saneamento
Casos de Sucesso
Maringá está entre as 5 melhores cidades em Saneamento Básic...

Maringá está entre as 5 melhores cidades em Saneamento Básico

Maringá, terceira maior cidade do Paraná, com mais de 391 mil habitantes, há dois anos está entre as 5 melhores cidade no ranking nacional de saneamento básico.

Desde 2011, a cidade tem abastecimento de água para 100% da população. O tratamento de esgoto tem melhorado a cada ano: No Ranking de 2017, o indicador de esgoto tratado era de 96,30%. Já a coleta de esgoto atinge 100% da população.

O indicador de perdas de água sofreu uma leve mudança. O ranking de 2017 mostrou que 23,27% da água é perdida antes de chegar as residências, enquanto no ano de 2016, apenas 22,51% da água foi perdida.

A boa colocação deve-se aos investimentos que têm sido realizados na cidade nos últimos 5 anos. Segundo a Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná), foram investidos, até o fim de 2015, R$ 152 milhões em obras de saneamento em Maringá, entre obras para melhorar o abastecimento de água e o aumento da coleta de esgoto.

  Indicador de atendimento total de água (%) Indicador de atendimento total de esgoto (%) Indicador de Esgoto Tratado por água consumida (%)
2008 100 82 82
2009 100 84 84
2010 99,96 85,31 85,31
2011 100 91,30 90,06
2012 100 96,19 92,77
2013 100 95,20 93,58
2014 100 95,27 93,70
2015 99,98 100 96,30

O INSTITUTO TRATA BRASIL ENTREVISTOU A SANEPAR, EMPRESA ESTADUAL DE SANEAMENTO BÁSICO RESPONSÁVEL PELOS SERVIÇOS NO MUNICÍPIO DE SANTOS. LEIA NA ÍNTEGRA:

- Que esforços foram feitos na gestão do saneamento local que fez com que se chegasse a esta posição tão boa? - O que você destacaria como os fatores mais importantes para esse avanço (vontade política, manutenção do foco em saneamento mesmo com mudanças políticas, manutenção dos investimentos, envolvimento da população, outros)

A manutenção do posicionamento de Maringá como a segunda melhor cidade do país em Saneamento, de acordo com o ranking do Instituto Trata Brasil, deve-se principalmente a três fatores fundamentais. O primeiro é a mudança na gestão nos últimos 4 anos, que passou a ser focada na administração por resultados. É uma rotina a análise dos indicadores e a realização reuniões. Assim que percebemos algum desvio, principalmente os negativos, ações são elaboradas e colocadas em prática o mais rápido possível a fim de reverter a situação indesejada. As ações são monitoradas com o objetivo de apurar se as expectativas foram atendidas.

O segundo fator é a implantação do Modelo de Excelência em Gestão – MEG. Investimos em nosso corpo técnico, pois entendemos que a base de qualquer organização é o conhecimento e o comprometimento dos seus empregados, mantendo e aprimorando o capital intelectual. Grupos de trabalho foram criados objetivando a padronização dos processos, além de diagnosticar os problemas buscando soluções, tais como: redução do índice de perdas; redução do custo operacional; aumento da produtividade, tendo como foco a prestação de serviços de qualidade, consequentemente a melhoria da qualidade de vida da população, numa busca incansável pela excelência.

Estes dois primeiros fatores aliados, entre outros, nos rendeu, além da posição privilegiada no ranking do Instituto Trata Brasil, a conquista do Prêmio Nacional de Qualidade em Saneamento (PNQS) - Nível II. Além disto, tornou o sistema muito mais rentável, com ótimo retorno sobre o capital investido, além da eficácia nos custos e nas despesas.

O terceiro fator refere-se aos investimentos em implantação de rede de esgoto e melhoria no sistema de abastecimento de água, que também sempre foram prioridade da Sanepar na cidade de Maringá, mantendo os altos índices de qualidade e atendimento.
Estes três fatores são os pilares que dão sustentação à gestão e aos resultados favoráveis ao sistema de Maringá e, consequentemente, à Sanepar.

- Quanto em investimentos foram feitos nos últimos 5 anos?

No período de 2011 a 2014 foram investidos em Maringá R$ 26,8 milhões em obras de saneamento, sendo R$ 14,8 milhões na ampliação do sistema de esgotamento sanitário e R$ 12 milhões na ampliação e melhorias no sistema de abastecimento de água. Estão em andamento no município mais R$ 58,5 milhões em obras de água e esgoto.

Veja as fotos

Copyright 2013 - Instituto Trata Brasil - Todos os direitos reservados.