Inicio
Imprensa
Notícias
Projetos de saneamento rural

Projetos de saneamento rural

Dirio do Nordeste
19/05/2017

Iguatu. A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) concluiu os primeiros projetos de saneamento rural a partir de instalação sanitária domiciliar em localidades de quatro municípios da região do Baixo Jaguaribe: Aracati, Fortim, Russas e Jaguaruana. Inicialmente, 16 localidades foram atendidas com 2.625 módulos sanitários - banheiro, pia e sumidouros, em comunidades atendidas por meio do Sistema Integrado de Saneamento Rural (Sisar).

Depois de vários anos trabalhando com sistemas de abastecimento de água, a Cagece, desde 2014 começou a desenvolver projetos de saneamento rural, com o objetivo de melhorar a vida dos moradores do campo e atender exigências legais de universalização dos serviços de tratamento de esgoto.

Segundo a supervisora da Cagece, Fernanda Barros, o projeto consiste na implantação de módulos sanitários, compostos por caixa de inspeção, fossa séptica, sumidouro (tratamento) e, em alguns casos, banheiro. As obras contam com um investimentos de cerca de R$ 14 mi, provenientes de recursos do Banco KFW e do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop).

Ao todo, foram instalados 1.364 módulos sanitários completos (contendo banheiro) e 1.261 módulos para tratamento de esgoto, que vão beneficiar cerca de 6.400 pessoas. Segundo a gerente de Saneamento Rural da Cagece, Otaciana Ribeiro, o projeto é essencial para a melhoria direta da qualidade de vida da população local.

'A implantação de melhorias sanitárias domiciliares tem por objetivo o bem-estar da população, principalmente porque reduz o nível de doenças de veiculação hídrica e de gastos com saúde pública', frisou Otaciana Ribeiro. 'O programa resguarda o meio ambiente de contaminação porque o esgoto passa a ser tratado, favorecendo as condições de preservação ambiental'.

No total, 16 localidades serão atendidas pelos módulos sanitários. Em Aracati serão os seguintes distritos: São Chico, Cajazeiras, Cacimba Funda, Jirau, Outeiro, Tábua Lascada, Santa Tereza e Córrego dos Fernandes. Já em Fortim, a localidade beneficiada é a de Guajiru. Em Russas, as localidades são: Ramal de Flores, Miguel Pereira, Miguel Pereira do Mauro, Sítio Pau D'arco e Peixes. Em Jaguaruana: Giqui e Borges.

O programa vai continuar em Jaguaruana e Russas, porquanto já houve assinatura de ordem de serviços para mais três lotes, prevendo implantação de 220 módulos completos (banheiro, caixa d'água, chuveiro, pia e unidade de tratamento (fossa), além de 232 módulos apenas de sumidouro. 'O nosso esforço é caminhar para a universalização dosaneamento, atendendo muita comunidade carente', observou Fernanda Barros. 'Os moradores que recebem esses módulos valorizam e demonstrar cuidar bem das instalações'.

As comunidades rurais atendidas pelo programa precisam fazer parte do Sisar. Esse é o critério básico. O cadastro das famílias ocorre a partir do hidrômetro e a seleção é por necessidade. 'Estabelecemos critério técnico com a participação da comunidade', explicou Fernanda. 'O Sisar é um programa que deu certo e é modelo, exemplo para outras regiões e País'. É Administrado pela comunidade e fiscalizado pela Cagece.

Outras Notcias

Copyright 2013 - Instituto Trata Brasil - Todos os direitos reservados.