Saúde

Home SaneamentoPrincipais estatísticasno Mundo
  • 570 mil crianças menores de 5 anos morrem em razão de infecções respiratórias como pneumonia, atribuídas à poluição de ambientes internos e externos e à fumaça de cigarros4.

  • 200 mil mortes de crianças menores de 5 anos provocadas por malária poderiam ser prevenidas por meio de ações ambientais, como a redução de focos de reprodução de mosquitos e melhorias no armazenamento de água potável4.

  • 200 mil crianças menores de 5 anos morrem em razão de lesões não intencionais atribuídas ao ambiente em que vivem, como envenenamento, quedas e afogamento4.

  • Atualmente, estima-se que 2,1 bilhões de pessoas no mundo vivam sem água própria para o consumo humano³.

  • Mais de 2 bilhões de pessoas enfrentam riscos graves à saúde porque serviços básicos de água não estão disponíveis em um em cada quatro hospitais no mundo5.

  • Estima-se que um em cada cinco nascimentos aconteça nos 47 países mais pobres do mundo. Isso significa que, a cada ano, 17 milhões de mulheres nestes países dão à luz em centros de saúde com suprimentos inadequados de água, saneamento e higiene5.

  • Crianças em cenários de conflito têm três vezes mais probabilidade de morrer de doenças relacionadas com água do que de violência6.

  • 3,5 milhões de pessoas morrem no mundo por problemas relacionados ao fornecimento inadequado da água por ano6.

  • Mais de 1,5 milhão de crianças com menos 5 anos morrem por ano no mundo por problemas relacionados ao fornecimento inadequado da água4.

  • 10% das doenças registradas ao redor do mundo poderiam ser evitadas se os governos investissem mais em acesso à água, medidas de higiene e saneamento básico³.

  • A diarreia mata 2.195 crianças por dia e faz mais vítimas do que a Aids, a malária e o sarampo juntos. É a segunda causa de morte entre meninos e meninas entre 1 mês e 5 anos no mundo4.

  • A mortalidade infantil foi reduzida para metade, de 12,7 milhões em 1990 para 5,9 milhões em 20154.

  • 4% da população (25,5 milhões de pessoas) sofreram de diarreia em 2015, dos quais 60% eram crianças com menos de 5 anos de idade³.

  • 38% das instalações de assistência médica em 54 países não têm acesso a fontes básicas de água, e cerca de 20% delas não dispõem de uma infraestrutura primária de saneamento³.

Fonte 1: Unesco, 2019
Fonte 2: Organização Mundial da Saúde (OMS)
Fonte 3: Relatório sobre o Desenvolvimento dos Recursos Hídricos – ONU-Água
Fonte 4: “Atlas on Children’s Health and the Environment“ - WHO 2017
Fonte 5: Nações Unidas
Fonte 6: Unicef

(11) 3021-3143
tratabrasil@tratabrasil.org.br
Desenvolvido por DMSNet