Estudo divulgado pelo Trata Brasil expõe os diversos benefícios que a universalização do saneamento traria para o estado de Santa Catarina

O estado catarinense pode ganhar R$ 23,9 bilhões até 2055, se universalizar os serviços de água, coleta e tratamento de esgoto

No recente relatório divulgado pelo Instituto Trata Brasil, em parceria com a Ex Ante Consultoria Econômica “Benefícios Econômicos e Sociais da Expansão do Saneamento no Estado de Santa Catarina” é apresentado os diversos benefícios que o estado catarinense pode alcançar com a universalização dos serviços de saneamento básico.

De acordo com dados do SNIS 2019, em Santa Catarina, 89,1% da população tem acesso ao abastecimento de água e apenas 24,1% dos habitantes têm atendimento a coleta de esgoto, ou seja, 5,4 milhões de catarinenses ainda vivem sem esse serviço.

Para atingir a universalização do saneamento no estado, Santa Catarina precisaria investir de R$ 6,4 bilhões nos próximos 35 anos; recursos capazes de incorporar quase 2,5 milhões de pessoas no sistema de distribuição de água tratada e cerca de 6,3 milhões de pessoas no sistema de coleta de esgoto. O estudo mostra uma abordagem ampla dos ganhos entre 2021 e 2040, prazo limite para a universalização desses serviços, mas também num cenário de 35 anos, até 2055, prazo usual nos novos contratos sendo feitos no setor.

Com a universalização dos serviços de água e esgotamento sanitário, o estado seria beneficiado em esferas sociais, ambientais e econômicas.

Tabela 1 – Custos e benefícios da Universalização do saneamento em SC de 2021 a 2055

grafico sc1

Analisando na área da saúde, a melhoria desses serviços reduziria os gastos das despesas com internações por infecções gastrointestinais e respiratórias na rede hospitalar do SUS. O valor presente da economia total com a melhoria das condições de saúde da população dos municípios catarinenses, entre 2021 e 2055 deve ser de R$ 8,8 bilhões, que resultará num ganho anual de R$ 250,8 milhões.

Entre os benefícios devido ao acesso ao saneamento, está o aumento da produtividade ao trabalho, resultado da dinâmica futura do saneamento de Santa Catarina. O valor presente do aumento de renda do trabalho com a expansão do saneamento entre 2021 e 2055 será de R$ 3,2 bilhões, que resultará num ganho anual de R$ 91,2 milhões.

Com melhores condições de saneamento básico no futuro, uma das consequências será a valorização imobiliária. Quando avaliada a renda imobiliária, estima-se que o ganho para os proprietários de imóveis que alugam ou que vivem em moradia própria será de R$ 101,2 milhões por ano no conjunto do estado de Santa Catarina, o que totalizará um ganho a valor presente de R$ 3,5 bilhões entre 2021 e 2055. Esse valor considera o estoque estimado de moradias em 2020 e os valores de aluguel — pagos ou implícitos.

NEWSLETTER

CONTATO

(11) 3021-3143