> ÁGUA

Atendimento

  • 84% dos brasileiros são atendidos com abastecimento de água tratada¹;

  • São quase 35 milhões  de brasileiros sem o acesso a este serviço básico¹;

  • Em 2016, 1 em cada 7 mulheres brasileiras não tinha acesso à água. No caso dos homens, 1 em cada 6 não tinham água4;

  • 14,3% das crianças e dos adolescentes não têm acesso à água³.

  • 6,8% das crianças e dos adolescentes não contam com sistema de água dentro de suas casas³.

  • 29 municípios nas 100 maiores cidades brasileiras possuem 100% da população atendida com água potável6

  • Quase todos os municípios abasteciam a população com água tratada desde 2008 (93,4%). Em 2017, esse percentual foi 94,9%7.

Consumo

  • O consumo médio de água no país é de 152,1 litros  por habitante ao dia¹;

  • 110 litros/dia é a quantidades de água suficiente para atender as necessidades básicas de uma pessoa, segundo a ONU (Organização das Nações Unidas);

  • 7,5% das crianças e dos adolescentes têm água em casa, mas não é filtrada ou procedente de fonte segura³.

  • Em 2017, o volume médio de água consumida por dia era de 420,1L, porém com grande variação regional: em geral, os volumes consumidos foram maiores na Região Norte, e menores na Região Nordeste7.

Dados por região

  • No Norte, 58,9%  da população é abastecida com água tratada¹;

  • O abastecimento de água acontece para 74,9%  da população no Nordeste¹;

  • A região Sudeste abastece 91,3%  da população com água tratada¹;

  • No Sul, o índice de atendimento total de água é de 91,0%¹;

  • O Centro-Oeste, abastece 90,9%  da população com água tratada¹. 

 

Perdas

  • Ao distribuir água para garantir consumo, os sistemas sofrem perdas na distribuição, que na média nacional alcançam 40%¹.

  •  7,5 mil piscinas olímpicas de água potável é perdida todos os dias²

  • A quantidade de água desperdiçada seria suficiente para abastecer mais de 63 milhões de brasileiros em um ano, equivalente a 30% da população brasileira em 2019.² .

Dados por região

  • O Norte perde 51,2%  da água potável¹.

  • As perdas de água são de 46,3%  no Nordeste¹.

  • Antes de chegar as residências, 38,1%  da água é perdida na região Sudeste¹.

  • O índice de perdas na região Sul é de 36,7%¹.

  • O Centro Oeste perde 34,2%  da água potável antes de chegar as residências¹. 

Águas Subterrâneas

  • O total de água extraída em poços é de 17,580 Mm³/ano, volume suficiente para abastecer a população brasileira por 1 ano5;

  • 18% da água subterrânea é utilizada para abastecimento público urbano5;

  • Os custos envolvidos na perfuração e instalação de poços tubulares somam mais de R$ 75 bilhões, valor equivalente a 6,5 anos de investimentos do Brasil em água e esgotos5;

  • Existem mais de 2,5 milhões de poços tubulares5;

  • 88% dos poços tubulares são clandestinos5;

  • 5.570 municípios brasileiros são abastecidos por águas subterrâneas5;

  • O subsolo do país recebe cerca de 4.329 Mm³ de esgotos por ano5;

  • Cerca de 6 mil áreas de aquíferos e águas subterrâneas estão contaminadas no estado de São Paulo5.


Fonte 1
Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento – SNIS 2020
Fonte 2Perdas de Água Potável (2021, Ano Base 2019): Desafios Para a Disponibilidade Hídrica a ao Avanço da Eficiência do Saneamento Básico”
Fonte 3Pobreza na Infância 2018 – UNICEF
Fonte 4O saneamento e a vida da mulher brasileira 2018 – Instituto Trata Brasil
Fonte 5Águas subterrâneas e saneamento básico 2019 – Instituto Trata Brasil
Fonte 6Ranking do Saneamento 2022– Instituto Trata Brasil
Fonte7Pesquisa Nacional de Saneamento Básico 2017 – IBGE